sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Sorteio de Natal - O Vencedor

E o vencedor do SORTEIO DE NATAL da JARDINS SINTRA foi a Associação ARPIAC, com o talão nr. 3 que ganhou um conjunto de GRELHADOR WEBER SMOKEY JOE + ESCOVA DE LIMPEZA.
Parabéns!


domingo, 22 de dezembro de 2013

Ludisia discolor



Ordem: Asparagales
Família: Orchidaceae
Género: Ludisia
Espécie: Ludisia discolor
Nome comum: 'Orquídea-jóia'.

Esta é uma orquídea diferente das orquídeas ornamentais que estamos habituados a ver à venda.
São originárias da Malásia, Burma e Indonésia e são plantas terrestres que crescem no solo das florestas húmidas. São tanto cultivadas pelas flores, como pelas suas folhas aveludadas verdes ou castanhas riscadas de dourado ou vermelho. As flores são brancas com as colunas amarelas. São muito pequeninas, mas crescem em 'espigas', fazendo um bonito efeito de contraste com a folhagem.
O seu cultivo é fácil. Devem ser cultivadas com as Violetas Africanas (Saintpaulia sp.) ou alguns Fetos. Gosto de humidades elevadas, nunca devemos deixar o substrato secar, temperaturas amenas e não necessita de muita luz.

domingo, 15 de dezembro de 2013

Workshop de Orquídeas de Dezembro

E foi assim o Workshop de Orquídeas dos Jardins Sintra Lda no passado Sábado, dia 14 Dezembro!

Pensavamos que, por ser junto à quadra festiva, teriamos um grupo menor, mas não, voltamos a encher a nossa sala com uma audiência de 54 orquidófilos muito interessados em Phalaenopsis e Cymbidium, não fossem estas as Orquídeas mais cultivadas em Portugal! 

No dia 18 de Janeiro, voltaremos a encontrar-nos!!



quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Billbergia x windii





Ordem: Poales
Família: Bromeliaceae
Género: Billbergia
Híbrido resultante de: Billbergia nutans x Billbergia decora
Nome comum: 'Lágrimas de Anjo'.

Billbergia x windii é um dos híbridos mais antigos de bromélias. Foi criado em 1882 e pela sua resistência e beleza, continua a ser produzida até aos dias de hoje. 
São plantas originárias do México e da América central e do sul que crescem em zonas de mata e floresta até a altitudes dos 1700m.
A planta é formada por folhas arqueadas e com picos moles formando uma roseta muito perfeita. As flores pendentes são cor-de-rosa e muito peculiares na sua forma. 
São muito fáceis de manter pois são muito resistentes, mesmo em locais frios, sobrevive mesmo em locais de geada e com temperaturas até aos -5ºC.
São plantas epífitas, logo, ideais para cultivar em muros verticais ou cestos pendentes. Se cultivada em vaso, escolha um vaso alto para que as flores pendentes não tocarem no chão. Use substrato de orquídeas ou substrato para plantas misturado com casca de pinheiro fina.
Esta planta recebeu o prémio de mérito dado pela Royal Horticultural Society.