domingo, 23 de fevereiro de 2014

Camélia







Ordem: Ericales
Família: Theaceae
Género: Camellia
Híbridos: C. japonica
Nome comum: Camélias, Japoneiras

Árvores originárias da China, Taiwan, Coreia do Sul e Sul do Japão. Crescem em florestas a altitudes entre os 300 e 1100 metros. Atingem normalmente tamanhos entre os 1,5m e os 6 m mas podendo chegar aos 11metros.
São àrvores de folha perene e de folhagem densa. As folhas são verde-escuras, brilhantes e mais largas na base do que na extremidade. De lado são ligeiramente dentadas e terminam numa ponta fina.
As flores variam entre os 6 e 10 cm e crescem ao longo dos ramos, mais nas suas extremidades. Têm o pé muito curto e podem aparecer sozinhas ou aos pares.
As flores têm no mínimo seis pétalas (flores singelas) e muitas mais nas variedades dobradas. As Cores são muito variadas, desde o branco, com vários tons de rosa até ao vermelho. Alguns híbridos mais raros são hoje já encontrados, com as flores amarelas ou lilases (a chamada Camélia Azul). Uma grande variedade de flores matizadas está já hoje disponível para os amantes de Camélias.

Devem ser cultivadas em locais de meia sombra e com solos ácidos, férteis e bem irrigados. Podem ser cultivados no exterior, no chão ou em canteiros e em vasos, tanto no exterior como no interior. Normalmente, no nosso país florescem nos primeiros meses do ano.

O nome Camellia foi dado em honra do padre jesuíta e botânico George Kamel e o epíteto japonica foi-lhe atribuído em 1753, por Linaeus, porque quem primeiro descreveu a planta foi Engelbert Kaempfer, enquanto estava no Japão.

Em Portugal existem grande colecções de Camélias, tanto no continente como nas ilhas e no final do Inverno são várias as localidades que fazem exposições de Camélias.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigado pela participação. O seu comentário será publicado após ser aprovado pela equipa dos JARDINS SINTRA.